sexta-feira, 15 de maio de 2009

QUE VERGONHA, BRUNA KARLA ... A RÉPLICA


Infelizmente, minha postagem sobre a canção "NA ETERNIDADE" composta por Eyshila e interpretada por Bruna Karla causou maior polêmica do que deveria. Portanto, um ano depois, volto a este espaço para ratificar minha posição sobre este assunto.
Primeiramente, volto a afirmar que a música trata-se de um diálogo entre a cantora e sua falecida mãe:
"Se eu pudesse, voltaria atrás
E TE beijaria muito mais.
MÃE, ouviria mais os teus conselhos.
Sinto tanta falta do TEU cheiro,
De acariciar TEUS cabelos,
Mas aprouve a Deus TE colher.
Minha esperança é que na Eternidade
Eu vou TE ver."

Os grifos são nossos. Mas, atentando para os versos supra, fica evidente o vocativo "mãe" e os pronomes oblíquos "te" e possessivo "teu", característicos da segunda pessoa. Sabemos que a primeira pessoa É AQUELA QUE FALA, a segunda pessoa é PARA QUEM SE FALA e a terceira pessoa é DE QUEM SE FALA. Ou seja, a canção é direcionada à mãe. Bruna Karla não está falando DA mãe e sim PARA a mãe. Problema algum caso não se tratasse de alguém que já faleceu! A comunicação com os mortos, seja de que forma for, é prática proibida na Palavra de Deus. Não trata-se de uma homenagem, mas sim de um diálogo!
É impossível que a compositora desta música não saiba disso. Na verdade, é de forma consciente que a MK se locupleta de uma tragédia pessoal de uma das mais amadas cantoras gospel do Brasil para aumentar seus lucros. Ou vocês acham que foi por acaso que esta canção entrou no CD especial de dia das mães em 2008? Quantos cristãos desavisados, emocionalmente tocados pela belíssima canção e saudosos das queridas mães que já não estão entre nós, compraram o CD e entoaram a música, sem sequer notar que estavam dialogando com mortos?
Neste último domingo de dia das mães, aconteceu isto em minha Igreja. Uma bondosa irmã teve a oportunidade de expressar sua alegria nesta data especial. Não foi surpresa para mim quando ela sacou um CD e começou a cantar "NA ETERNIDADE", dizendo que era dedicada à sua falecida mãe. Para explicar o erro doutrinário contido nesta música, foi necessário muito tato. E cautela!
Pena meus irmãos cristãos não estarem apercebidos de que o que está em questão aqui não é a beleza da canção, ou a linda voz de Bruna Karla ou o talento de Eyshila. E sim, que o sincretismo religioso está velado nas linhas não apenas desta, como de muitas outras músicas compostas por pessoas descompromissadas com o Evangelho que fazem os incautos assimilarem e gostarem, sem se darem conta do erro que estão cometendo.
"Pode um cego guiar outro cego? Não cairão ambos na cova?" - Disse o MESTRE em Lucas 6:40. Será que as pessoas envolvidas na produção e divulgação desta música têm noção do estrago que estão fazendo ao escancarar os ouvidos dos evangélicos para a assimilação do espiritismo? Será que eles têm ciência de que há um conceito espírita contido na canção? Talvez, a finalidade da música seja justamente esta. Ou não. Talvez, eles apenas saibam que o povo evangélico é composto em sua maioria por pessoas sem discernimento e ignorantes acerca das doutrinas fundamentais de Cristo Jesus, e, portanto, abraçarão com entusiamo qualquer ensino espúrio, desde que propagado por um de seus "artistas" favoritos. E, aqui no Rio, obviamente que tem que ser da MK!
"Meu povo é destruído porque lhe falta conhecimento" - Oséias 4:6.

17 comentários:

Carol Cabral disse...

Muito tem me surprendido os comentarios que tenho lido nesse blog a respeito desse artigo, sobre a Bruna Karla.Não imaginava que as pessoas estavam tão cegas espiritualmente.O povo de Deus tem se deixado levar pelo lado emocional ao em vez de analisar criticamente o que diz a música "NA ETERNIDADE", e levar para o lado espiritual da coisa.Qualquer pessoa com um minimo grau que for de instrução, vai perceber que o autor dos artigos está criticando a musica em questão, e não as cantoras Eyshila e Bruna Karla.Mas isso é muito bom, porque esses comentarios são provas concretas de que nosso povo precisa crescer em graça e em conhecimento!

juliana disse...

REALMENTE...PERCEBO..DIGO..EM OPINIÃO PESSOAL,QUE ELE ESTA CRITICANDO A MUSICA...
ASSIM MESMO COMO A MK..
O POVO DE DEUS Ñ ESTA DE OLHOS FEXADOS..
O FATO DE NO VERSSO DA MUSICA ELA DIZER..QUE ABRAÇARIA..BEIXARIA..OUVIRIA MAIS OS COSELHOS...DA MÃE..E A ENCONTRARIA NA ETERNIDADE...ISSO Ñ SIGNIFICA QUE ELA ESTA CONVERSSANDO COM A MAE QUE JA MORREU..
NA VERDADE..VOCE É QUE Ñ TEM ENTENDIMENTO...
JA FOI ESPIRITA? SE FOI..DEVERIA SABER..QUE ISSO Ñ É UM DIALOGO..
JA FOI EM UM TERREIRO..?ENTÃO DEVERIA SABER..QUE O DIABO USA A BOCA..DA PROPRIA PESSOA..E SE ENDENTIFICA!
VOCE JA ESTUDOU TEOLOGIA? ENTÃO DEVERIA SABER..QUE A PALAVRA DEU DEUS...DEVERIA SER RESPEITADA..!
HUM.
TALVEZ VOCE NUNCA ENTENDA...
MAIS FIQUE SABENDO..QUE VOCE DEVERIA TOMAR CUIDADO COM O QUE FALA...E COLOCA EM SEU BLOG..
ESTA PROPORCIONANDO CONTENDA!!!!!!!ATE...CRENTE!!!!!!!!!!!

O Clérigo disse...

Juliana;

Espero, para seu bem, que você seja uma adolescente de 13 anos, assim, seria compreensível este seu comentário.
Vá, sem preconceitos, a uma aula de gramática com o texto da música "NA ETERNIDADE" e pergunte ao professor se é ou não um diálogo. Talvez você não saiba o que significa a palavra "diálogo", mas há dicionários que poderão te auxiliar nesta "árdua missão".
Depois, volte aqui, desarmada, e conversaremos civilizadamente.

gelizasilva disse...

Diálogo para mim, é qdo duas pessoas se falam. Acaso a mae de bruna carla fala algo na letra desta música? o tempo todo Bruna expressa sua emoção no sentido de querer lembrar da mãe sempre, o que a bíblia não condena e lembrar dos bons momentos como: verão, canções ensinada pela mãe, lições de vida que a mãe tenha deixado para ela. Qualquer pessoa que perde a mãe, na certeza de que ela está na gloria pode dizer para si mesma que o consolo que o Espírito da a ela, é a certeza de que sua mãe está na glória e que um dia qdo ela vier a morre, se ela tem a certeza da sua salvação, ambas estarão adorando a Deus eternamente mesmo que não se reconheçam, qual o problema? Isto é um dos maiores consolo que temos qdo perdemos um ente querido, sabendo de que ele teve uma vida com Deus. o pior é qdo vc perde alguém que vc sabe que não teve vida espiritual com Deus, o seu desespero é muito grande, principalmente se vc conhece a palavra. ninguem está preparado para perder ninguém, mas qdo perdemos sabendo que foi para glória, isto é um consolo. e expressar este sentimento atraves da música, pensamentos, é um desabafo e não um diálogo, mesmo pq a letra não deixa hora nenhuma uma frase que supostamente tenha sido dita pela mae da Bruna. É um diálogo em que ela fala sozinha. Se é que existe diálogo onde somente um fala.

O Clérigo disse...

Geliza, obrigado pela coerência e bom nível de educação ao tecer seu comentário.Todavia, sim, trata-se de um diálogo.
Quando cantamos "Tu és o filho do Deus vivo, Tu és o grande Salvador...", estamos falando DIRETAMENTE com Jesus, ou seja, estamos DIALOGANDO com Ele, ainda que na canção, não há respostas da parte dele.
Quando escreve-se uma carta, há um diálogo escrito, pois a mesma é endereça a alguém específico e espera-se dele uma resposta.
Não é porque, na música em questão, a mãe dela não responde, que não esteja ocorrendo um diálogo, pois Bruna Karla canta: "sinto tanta falta do TEU cheiro, de acariciar os TEUS cabelos, mas aprouve a Deus TE colher... na eternidade eu vou TE ver". Caso você não saiba, tratam-se de pronomes pessoais do caso oblíquo, em SEGUNDA PESSOA, que é aquela COM QUEM SE FALA! Logo, se ela está falando com a mãe, falecida, por sinal, ela está sim dialogando. E é óbvio que nao teria respostas, uma vez que morto nao pode falar.
Insisto, leve esta letra a um professor de gramática e pergunte se trata-se ou não de um diálogo. Depois, volte aqui para continuarmos o debate.
Fique na paz.

Anônimo disse...

Mais um fariseu FDP!!! Que vida medíocre hein!! E daí???!! A garota sofreu pra burro, deixa ela cantar!! Quem quiser, que cante!! Se vc não quer, não canta!! Sai dessa vida!! Vai ver gente!! Isso aqui é coisa de religioso que não tem o que fazer!! E agride tanto quanto página de pornografia!!

laly disse...

Olá apaz a todos...O que temos na música não se trata de diálogo e sim MONÓLOGO... PQ SÓ UMA PESSOA FALA...então ela não está conversando com a mãe falecida....
SEGUNDO... quem nunca desabafou na vida????? isso é um desabafo... ela está dizendo Beijaria.... abraçaria... comoquem disse... ah se eu soubesse que isso fosse acontecer... eu beijaria mais vezes... é uma pessoa desabafand e nao conversando com quem já morreu... pq até a ondeeu entendi a mãe dea num responde na cação pra se tornar um DIÁLOGO...

por isso é um MONÓLOGO... um desabafo feito pela cantora....

sandra disse...

Olá. Conheci essa música e letra atravé de um vídeo que amigos queridos fizeram ao meu sobrinho, de 18 anos, falecido no último dia 02/04/2010, em um terrível acidente de moto. Fomos pegos de surpresa. Fomos tomados por um choque estúpido e até agora não nos recuperamos. Perder um familiar dessa forma, ou de qualquer outra é realmente doloroso. Somente quem passa por isso, sabe interpretar essa letra, pois gostaríamos mesmo de dizer ao nosso amado familiar, que gostaríamos de tê-lo beijado mais, abraçado mais, passado mais tempo com ele, mas infelizmente o corre-corre dos compromissos e trabalho nos afastam das pessoas que amamos, e como não sabemos qual será o dia da partida de ninguém, esse sentimento nos toma mesmo com muita intensidade. Não se atentem para os detalhes da letra que trarão atritos, procurem respeitar quem passa pela dor do luto. Procurem pregar que na ETERNIDADE que está preparada para aqueles que aguardam ansiosamente a vinda do SENHOR, você pode estar lá com seu familiar, seus amigos, e até aqueles que ainda não creêm, poderão crer, pois na oração sacerdotal JESUS disse:"Pai, não rogo apenas por esses, mas também por aqueles que ainda crerão em Ti, através da Tua Palavra" João 17:20
Deus abençõe a todos!!!
Sandra Pinheiro
Londrina-Pr

cristiane de mello disse...

ola sobre a musica cantada por bruna carla,eu concordo com o blog,pois eu tbm sou compositora e é claro q nos que somos de alguma forma formadores de opiniao,temos que ter o maior cuidado quando compor as cançoes,pois daqui a pouco o povo esta cantando pra pedro joão e etc... ha uma grande diferença em falar sobre a pessoa ou dialogar com a tal.e informo ainda que um compositor,quando compoe um hino mesmo inpirado por DEUS,ele senta e começa a eliminar os erros e assim aperfeiçoa a letra entao tudo ja é de caso pensado,amo a bruna carla e não estou criticando a pessoa dela,mas pra aquels desenfomados,e mal educados,saibam q vcs sao livres pra expressar a sua opinião mas nós tbm!!!!

O Clérigo disse...

Tanto aos que abraçam a opinião exposta por mim no artigo quanto aos meus detratores, eu dou o mesmo conselho: analisem a MENSAGEM. Esqueçam Bruna Karla, Eyshila e a MK e pensem apenas na letra da canção. Vocês verão o quão perigosa é a letra. Se acaso vocês não perceberem isso, é porque não estão com a visão aberta suficiente para identificarem o mal que tão de perto nos rodeia.

izacovary disse...

Louvado seja o nome do SENHOR!! Somos um povo escolhido por DEUS pra marchar na terra e também pra pregar a verdade. Se aquilo que está escrito na BÍBLIA não for verdade, as palavras de tais detratores serão? A bem da verdade tudo começa assim: Hoje se alerta, se explica, logo ali alguém se ofende e depois todos os envolvidos e descrentes se encontram no inferno. Palavra dura? Hum hum, lembrai vos dos dias de Noé, pois é, choveu e o povo MORREU. Crente pra passar por aqui e postar um comentário informativo é necessário ter o minímo de noção acerca da PALAVRA de DEUS. Somos alma e ESPÌRITO, se as dores da alma se sobressairem em todos os louvores, as gravadoras virarão açougues, pq os louvores pingarão sangue e os LEVITAS serão pura carne. Ah, e a título de informação, sou professora de Língua Portuguesa, formada pela UNIR, Universidade FEDERAL de RO. Para quem não gostar de ler ou não tiver oportunidade de fazer Teologia, escola bíblica dominical é uma ótima idéia. Bruna Carla, louvo a Deus pela sua vida, continue nessa unção tremenda. Abraços a todos.

Anônimo disse...

O autor deste blog esta corretissimo, e o mais interessante é que hoje quando sai de casa estava comentando sobre este assunto com a minha esposa. Acho que os hinos da Bruna são muito espirituais e tambem gosto da Eyshila, mas acho que elas não foram muito felizes em fazer um hino em que a cantora esta falando com uma pessoa morta, respeito demais a Bruna Karla pela perda de sua mãe, mas a biblia condena completamente esta prática, mas , se alguem quer aceitar para sua vida que o faça, mesmo assim ainda continua sendo errado.

Anônimo disse...

amigo nao entendi o comentario de bruna carla, me esclarece por favor

cristiane disse...

dialogo e quando uma pessoa fala e outra responde.

O Clérigo disse...

Não necessariamente. O interlocutor não precisa falar para que se dê um diálogo. O silêncio também é uma resposta.

Daniel Freire disse...

É um julgamento temerário ao afirmar que a cantora Bruna Karla conversa com alguém que já morreu. Em nenhum momento isso é notoriamente visto. "Se eu pudesse eu voltaria atrás. E te beijaria muito mais". É isso que você chama de diálogo? Além disso, não pode ser um diálogo porque sua própria mãe não pode ouvi-la porque está morta. Então você diz: para existir diálogo basta uma pessoa falar mesmo que a outra não responda. É verdade, mas se fosse por isso a oração não seria um diálogo porque muitas vezes há um silêncio da parte de Deus. Porém, quando se fala com Deus através da oração sabemos que existe diálogo não por causa do uso do pronome na segunda pessoa, ou na primeira pessoa, ou porque Ele não responde imediatamente, mas sim porque sabemos que Ele ouve, logo não há diálogo na canção “Na eternidade” porque esse não é propósito da música visto que a mãe da cantora Bruna Karla não pode ouvi-la.

anônimo disse...

Na minha opinião,esse artigo é errado!
pq a musica já q vamos esquecer quem canta ela não tem nada demais!
a letra diz q ela espera q sua mãe esteje descansando com Deus e quando Cristo voltar ou chamar individualmente ela adore a Deus com sua mãe na eternidade!